quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

espera.


Que comece agora.
E que seja permanente essa vontade de ir além daquilo que me espera.

o que é especial!

Na minha memória — tão congestionada — e no meu coração — tão cheio de marcas e poços — alguém ocupa um dos lugares mais bonitos.

o que (um pouco) da gente,sente.

precisamos de palavras, de gestos, do cultivo de bons sentimentos ao longo de um dia-(conturbado?sim eu sei), mas com tempo para amar.
Quando o tempo falta para o carinho, é lástima. Até mesmo o ser mais frio, se emociona com uma mera atenção que lhe é dada. Mas não adianta, não sei explicar, as palavras traem o que a gente sente.

Avesso de mim.

E de repente a vida te vira do avesso e você descobre que o avesso,
é o lado certo.

fui.

Ontem chorei. Por tudo que fui. Por tudo o que não consegui ser. Por tudo que se perdeu. Por ter me perdido.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

alívio imediado.

bom se eu pudesse abrir a cabeça, tirar tudo para fora, arrumar tudo direitinho como quem arruma uma gaveta. Tomar um banho de chuveiro por dentro.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

j.lennon

Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos. Não contaram pra nós que amor não é acionado, nem chega com hora marcada. Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade. Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo. Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável. Fizeram a gente acreditar numa fórmula chamada "dois em um": duas pessoas pensando igual, agindo igual, que era isso que funcionava. Não nos contaram que isso tem nome: anulação. Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável. Fizeram a gente acreditar que casamento é obrigatório e que desejos fora de hora devem ser reprimidos. Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que transam pouco são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto. Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto. Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade. Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas. Ah, também não contaram que ninguém vai contar isso tudo pra gente. Cada um vai ter que descobrir sozinho. E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém.
JOHN LENNON

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

o meu 04 de Novembro!

Jamais as palavras vão ocupar um sentimento único que me invade nos 04 de novembro.

Acho que eu nasci mesmo, foi para dar sentido a esta data, porque ela faz parte de mim e me alegra por totalidade. Vibro pelo fim de Outubro todos os anos pq sei que se aproxima do Novembro(meu novembro). A felicidade que eu sinto faz parecer que a cada ano vem com mais força esta data. Ter 24 anos é sábio-confesso. Diferentemente dos 6 anos onde a minha felicidade era comemorada pelos negrinhos da minha mãe, os presentes do meu pai, e o abraço do meu irmão, hoje eu comemoro principalmente a saúde mental que cada vez mais amadurece em mim.

Hoje, quando eu comemoro a VIDA, quero fazer um agradecimento especial pelas boas oportunidades que a vida me ofereceu. Pelas pessoas que passaram e ficaram no meu caminho, na minha história e no meu coração. Meu coração se fortalece quando vejo meu crescimento junto a estas pessoas que fazem de mim esta mulher abençoada.



segunda-feira, 31 de outubro de 2011

o que está aqui.


tem alguma razão, uma saudade, uma tensão que não sai daqui.
Um pacto, com uma música, e o inconsciente querendo explodir.
Mas não pedi, não desejei e nem quis. Há um vazio, um espaço querendo existir!

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

um ponto.


Novas possibilidades se abrem,e de repente aquele lugar que vc sempre quis ir,não fica mais tão longe.
Então a vida fica mais clara,ganha mais sentido e DESCOBRIR, agora é uma palavra constante no seu dia-dia.
Você descobre que o seu poder de decisão é muito mais forte do que imaginava...e q a palavra CUIDADO faz muito mais sentido qd vc a transpõe para outras pessoas.
Descobre que cuidar de si,é a melhor forma de continuar cuidando das pessoas que vc ama.
Descobre tb,que se dar valor é, antes de tudo,dar valor a vida.
E quando vc se conhece e acredita no seu potencial...os sonhos q antes pareciam inalcançáveis,podem se tornar surpreendentemente reais.
De repente,
vc olha para trás e nem acredita que conseguiu realizar TANTA COISA e então descobre o melhor de tudo ...
Realizar seus sonhos não começa por coisas complicadas,não começa pelos outros,começa por um ponto...
Um ponto dentro de você.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Dreams really do come true.



Depois de um dia de sol, desses que inclui uma chuvinha inesperada, sempre aparece o fenômeno do arco-íris, que deixa uma criança de 60 anos encantada.
Foi então que ela pegou seu livro preferido da estante, calçou um par de sapatilhas nos pés e foi em direção daquele enorme escorregador. Despreparada, ao longo do trajeto, percebeu que faltava sua mochila de sonhos e uma porção de sorrisos que costumava guardar no baú de madeira nos pés da sua cama. A menina costumava deitar no telhado da casa, e olhar para os pássaros azuis que voavam no céu, imaginando que cada um deles dormia na cor azul do arco-íris todas as noites, por isso entendeu a cor azul. Ao longo do caminho, imaginando o que encontraria por lá, percebeu que o verde era igualzinho ao das balas de limão guardadas no pote de barro, na casa de sua avó.

Foi percebendo as cores e o movimento das nuvens carregando o vento e transformando todo o cenário de luz e vida, que fez com que a menina sentisse uma sensação de paz! pode associar o vermelho, com as rosas que deixara na sepultura de sua avó, aquela, a mesma das balas.

Longe, bem longe ainda de chegar no pé do arco-íris, pode lembrar dos momentos de euforia que viveu ao lado dos irmãos em lindos dias de sol, no gramado da casa de campo da família, e o mesmo tom de amarelo colocado no arco-íris fez ligação com o amarelo daqueles dias. A menina apressou seus movimentos intercalando entre um passo e outro, um leve pulinho do chão.
O brilho da tarde, fez com que ela criasse um sentido para as cores, que lhe ofereciam liberdade. Quando encontrou o pé do arco-íris, e atravessando as nuvens subiu até o topo, recostou-se no seu livro num estado sublime de recomposição espiritual. Viu o mundo lá de cima, com o reflexo todo colorido, e fez com que percebesse cada lugar, cada pessoa, com a sua particularidade ligada a uma cor. A menina rolava de um lado para o outro criando um mundo de cores, espelhados no cenário.
Fim do dia.
Mas antes que o ponteiro marcasse o fim, colheu as melhores sensações e levou para casa, para fazer companhia as suas preciosidades do baú, para poder sonhar todas as vezes que chovesse e abrisse o sol, num dia de arco-íris.


quarta-feira, 17 de agosto de 2011

quinta-feira, 14 de julho de 2011

fé e coragem.


Um dia as pessoas entenderão que o meu jeito de ver a vida carrega um lado sensível com um lado monstro que me possui, quando se fala em objetivo. Um dia as pessoas entenderão que o meu silêncio é oportuno e tem valor, e que eu só falo quando existe certeza, do contrário, opto pelo silêncio,sempre. Um dia irão ver o quanto eu cresci , através das marcas na vida que eu deixarei. Existirá um dia que compreenderão das minhas mudanças, quando verem o quanto consegui andar e crescer como ser humano. E aprenderão junto comigo o lado bom e humano que eu carrego.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

meu.

eu descobri que a gnt só percebe que a vida passa quando a gnt se vê reagindo com maturidade(ou não)diante da vida.
Que crianças são surpreendentes na vida de pessoas, que tem o poder da renovação no coração de muita gente. Que espetáculo não são mais os circos da infância, que espetáculos somos nós lidando com o trabalho no dia-dia. Descobri que trabalhar faz do meu pai uma pessoa de cabeça aberta. Que saudade é sim um sentimento controlável, e que gnt só reconhece isso qdo perde PRÁ VIDA a companhia de alguém importante p/nós. Descobri que equilíbrio, inteligência e discernimento é o que me impulsiona. Hoje não perco mais tempo em lástimas, hj eu só confio no destino pq acredito na força q eu tenho diante da vida.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

encanta-me?

a segunda-feira sempre faz refletir! as ânsias da vida, sobre a rotina, sobre os planos da vida e os mais pontuais -da semana. De qualquer forma preciso dizer: sim, eu estou apaixonada. Especialmente pelo que acredito que o destino possa me oferecer.
Acreditar no futuro é escolher o que queremos LÁ... bem lá na frente. É o plantio constante de atitudes. Me sinto apaixonada com o que eu quero de mim, me vejo num caminho certo, pq é o meu caminho, pq as possibilidades se encontram em mim p/dar certo, e não nas pessoas.
Obviamente se falo de paixão, estou falando de ti(tbm). Tu que é responsável pelo incentivo emocional mesmo as vzs não cumprindo o papel que eu desejo. As vzs quando está falando sobre qlqr coisa, não consigo nem prestar atenção nas palavras pq fico lembrando de momentos que me fizeram te querer, e te olhando percebo o quanto desejei pela vida toda alguma coisa que eu nem mesmo sabia explicar mas que hoje vejo a explicação: tu.
Estar apaixonada fora o início de qualquer relação, é de fato emocionante!Quero ter as boas lembranças cada vez mais, e continuar acreditando na certeza das relações.
Não quero ser tão otimista assim, mas confio que 'vai dar certo'.

"Uma manhã, a gente acorda e diz:
'Era só um conto de fadas.'

E a gente sorri de si mesma. Mas, no fundo, não estamos sorrindo. Sabemos muito bem que os contos de fadas são a única verdade da vida."
Antoine de Saint Exupéry

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Coração acelerado tirando a sibultramina, para mim é felicidade!


como é bom experimentar algo novo! uma culinária, um lugar desconhecido, uma música, uma roupa nova, um primeiro dia de aula, ou um filme em cartaz no cinema. Pra tudo(ou quase tudo) existe uma definição dos nossos sentimentos, uma explicação que esclareça e nos faça compreender das razões para aquilo, mas confesso, existem momentos que não são possíveis enquadrarmos em fotografias, que as palavras por si não expressam com profundidade o que verdadeiramente sentimos.
Deve ser por isso que existe a palavra inexplicável.
Exemplos disso? O Nascimento de um filho, a paisagem de uma praia, rever alguém que mora longe da gente, presentes inesperados, sensações que músicas nos causam e até mesmo lembranças que músicas nos causam. Pra mim isso e muitas outras situações que eu poderia citar por aqui, são situações de emoção, algo que se colocasse em palavras para obter alguma definição, seria injustiça!simplesmente porque vão além das palavras.
Ontem quando fui ao show do Jack Johnson, e vi algumas meninas serem carregadas desmaiadas para fora do grande espetáculo, as razões delas eu não soube, mas a minha só não veio as vias de fato como a delas, pq o coração parecia querer pular para fora do blusão. Sim, inédito, inusitado, emoção pura. Foi como resgatar momentos exclusivos de anos acompanhada pelo som do astro, e que pude sentí-los ali, tudo de novo. Lembrei de praias com a galera, de viagens longas com Jack Johnson nos ouvidos, lembrei do meu irmão e das conversas que tinha com ele imaginando quando seria a vez(e se haveria a vez) de ver a personalidade ao vivo. Início de namoro, letras de músicas que se encaixaram perfeitamente diante de momentos por tantas as vezes. Minhas visitas ao site para acompanhar turnê, entender do artista, e regar esse sentimento sempre vivo em mim.
Lágrimas tímidas caiam sem controle enquanto eu tentava era controlar a avalanche de sensações inesquecíveis dentro de mim.
Inexplicável- agradeço por existir a palavra certa!e que embora sem encontrar a explicação, consigo sentir exatamente o que quer me dizer.

quinta-feira, 12 de maio de 2011

paciência.


Sei lá o que me dá, se é medo do futuro, preguiça de regar nosso convívio ou alguma crise existencial que vaivém. As vezes o que eu preciso é ficar só. Para tentar ouvir as dezenas de sinais que ecoam dentro de mim. Não pense que é por falta de amor, de desejo, mas às vezes é difícil aceitar o mundo tão complicado, hostil e impressionante. Mas vai ver que a gente se inventou pra sobreviver nesse tempo errado, onde só nós dois somos os certos.


terça-feira, 10 de maio de 2011

Pensando um pouco.


Hoje me dei conta, e percebi que ainda ouço Sandy- e me sinto tão bem com isso. Que ainda prefiro os textos da Martha Medeiros do que os cronistas que estão em alta atualmente. Que ainda uso na mão esquerda o anel que ganhei do meu avô nos 15 anos e que sigo achando ele bonito em ouro branco e não mudei este conceito mediante aos anos e a moda. Que ainda tenho medo dos cachorros nas ruas quando ando de noite sozinha. Eu ainda como spaghetti com catchup desde os meus 7 anos. Que a idade veio mas eu não consegui me adaptar aos vinhos no inverno. Me dei conta que eu uso talco p/dormir desde que eu nasci. Que a rotina da minha casa há 10 anos é em torno da Mel e da Vida, e fazem 10 anos que eu ouço que elas-e eu, são os bebês da casa. Me dei conta que sempre fui relacionada a tecnologia, que sempre gostei de ter telefones bacanas e leio sobre as novidades no mundo. Me dei conta que ainda escrevo, que ainda dedico tempo para isso, que ainda preciso da escrita para me comunicar e que eu gosto disso desde quando participava de concursos literários no colégio, e publicavam meus textos anualmente no livro da escola. Que meu pai não muda o repertório das músicas que ele cantarola pela casa, e faz tempo.

As mudanças passam pela gente, a rotina muda muita coisa, é fato. Mas eu confio em tudo que eu carrego, e sei que o que é importante em mim nunca vai se perder, porque tudo que é próprio e exclusivo nosso procede em nós.


OBS especial:: feliz vida Amandinha, parabéns pelo teu aniversário!!!

segunda-feira, 9 de maio de 2011

tnks maria!

deixa estar
que o que fora para ser
VIGORA !

-obrigada pelas palavras tão oportunas Gadú!

terça-feira, 3 de maio de 2011

sexta-feira, 29 de abril de 2011

sobre o tempo,é!

quando se é criança, até tempo para diário as meninas tinham(ou ainda tem,será?). Mas depois que o tempo passa, um bilhete anotado junto ao celular para nos lembrar das compras no mercado- quando acontece, é milagre.
Me impressiona como o tempo passa, quando levantei da minhas mesa hoje no trabalho o relógio marcava 16:45, no entanto só lembro de ter sentado às 13:10. Os dias passam pela gente, e se duvidar só vamos "vê-los" quando algo acontecer: bum! É DIA DAS MÃES= mas Maio?JÁ ? se recentemente foi a páscoa! (..)

Independente disso, carrego comigo duas coisas: a organização e a paciência.
Não quero levar um susto quando me deparar com os temidos 25 anos, e só me dar conta quando tiver que encomendar da Natura o chronos para minha idade. Quero viver, e viver bem todos os meus dias, sentir prazer nas atividades que realizo, dedicar tempo para as minhas amigas que fazem a diferença para mim, porque essas me tem no tempo que for.
Por mais que o tempo passe, sigo acreditando junto com a fernanda takai:
"tempo amigo, seja legal, conto contigo, pela madrugada, só me derrube no final".

ps:: blog ativado!

quinta-feira, 24 de março de 2011

Fotógrafo- Kevin Carter


Esta foto trouxe a fama mundial a Kevin Carter , fotógrafo sul-africano, concedendo-lhe o prêmio Pullitzer de 1994 para melhor fotografia.

Carter tirou a fotografia no Sudão, quando lá foi fotografar a imensa tragédia da fome causada pela guerra civil.

Nas planícies desérticas Carter deparou-se com uma menina, que rastejava em direcção a um distante posto de alimentação, enquanto era observada por um abutre.

Kevin tirou a foto genial, enxotou o abutre e partiu junto com outros jornalistas em busca de outras fotos.

Não se sabe o que aconteceu à menina, abandonada à sua sorte, mas julgando pela sua condição e sabendo que milhares morreram à fome no Sudão naquela altura, não é difícil imaginar o seu destino..

O posterior peso na consciência, aumentado pela popularidade trazida pela imagem e pela curiosidade mundial em saber o "porquê" da escolha de ser observador e não salvador, provou ser pesado demais para Kevin Carter, e ele cometeu suicídio.

quarta-feira, 16 de março de 2011

Na Tailândia

(09h37) Ela vestia calça jeans, dessas justas até o tornozelo. Calçava um all star branco(quase nude), e uma camiseta de algodão que aparecia o ombro esquerdo. O cabelo estava preso, brincos de pérola e no antebraço uma bolsa amarela, dessas de se usar na mão. Conhecendo a cidade, visualizando todas as paisagens através de um óculos escuro, ela cantarolava baixinho músicas em japonês. Poliglota ela. Fotografando tudo que seus olhos alcançavam, numa brisa leve que balançava seu cabelo, ela refletia sobre a vida, sobre a família, e sobre o lugar. Já disse o lugar? Estamos falando de BANGKOK, capital da Tailândia. Os telhados coloridos em verde, vermelho e dourado, davam um ar de alegria que ela tinha que conter vendo todas aquelas pinturas que dominavam seus olhos, lugares representando as histórias de Buda, e todos os detalhes da cidade estimulavam infindáveis cliques na máquina fotográfica. Sozinha, mas rodeada de tantas novidades, a vontade que se tinha era de puxar qualquer cidadão que ali passava e dizer: Tu também vê isso ?
Maravilha!
E o passeio findava num pôr do sol, segurando uma casquinha de sorvete assistindo as pessoas que ali passavam e contemplavam a cidade de Bangkok, que apesar de caótica, a cidade preserva um ar de paz budista, e de certa forma contagia todos que carregam uma alma religiosa.
Antes que a lua viesse substituir seu cenário, ela se dirigiu a um dos templos mais espiritualizados da cidade, e sozinha foi fazer seus pedidos mais particulares. Entrando no templo Wat Phra Dhat , foi circulando entre colunas douradas imensas, com detalhes brilhantes muito bem esculpidos, que ela encontrou o Buda todo feito em esmeralda e ajoelhou-se imediatamente entre os demais que ali estavam. Ao fundo ecoavam rezas vindo de outros salões. Seu coração batia tão acelerado de emoção por estar ali, exatamente ali, que ela temia chamarem sua atenção pelo barulho interno que acontecia. Ela deu início a sua reza com o universal "sinal da cruz", e foi então que existiu uma infinita e bonita entrega, de corpo e alma, entre ela e o momento... Amém!(19h04)

quarta-feira, 2 de março de 2011

A História das coisas

Este vídeo mostra os problemas sociais e ambientais criados como consequência do nosso hábito consumista, apresenta os problemas deste sistema e mostra como podemos revertê-lo, porque não foi sempre assim.

http://www.youtube.com/watch?v=lgmTfPzLl4E

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Mais uma alma literária no céu!

Domingo, nostálgico, notícia: faleceu Moacyr Scliar.
Doeu, porque sinto que quando morre alguém no qual julgamos importante nacionalmente, é uma morte evidenciada, e por isso mais detalhada e trás à tona lembranças que estavam escondidas.

Quando soube dessa perda, pude lembrar que já presenciei em tempos de colégio, palestras com esse ídolo da literatura gaúcha. E lembro bem presente de contos dele, como A balada do falso Messias, O exército de um homem só e por aí se vão lembranças de dez anos atrás.

Lamentei muito a perda deste homem, que construiu junto à outros, um castelo de boas leituras em mim.
Mas tenho certeza que transferiu-se um anjo da terra para o céu, levando muita luz e deixando só palavras sábias para todo povo brasileiro que como eu prestigiará sempre essa figura chamada Moacyr Scliar. Siga em paz!

about me

memorável são todas as lembranças que eu carrego...

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

"puta sacada"

A Diesel criou uma nova nação. Reescreveu a história, as leis e selecionou o que há de melhor em cada país. O resultado virou a Diesel Island. Land of the stupid, home of the brave!

A campanha faz parte do conceito Be Stupid.

Os textos são geniais e a campanha está muito bem produzida. Confira.

dieselisland01

dieselisland02

dieselisland03

dieselisland04

dieselisland05

dieselisland06

dieselisland07

dieselisland08

dieselisland09

dieselisland10

dieselisland11

dieselisland12

dieselisland13

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

gracias!

Ainda bem que sempre existe outro dia.
E outros sonhos.
E outros risos. E outras coisas. E outras pessoas.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Marketing Skol


Verão tá aí e a Skol aproveitando a alta temporada com estilo. O projeto Praia Skol Music traz Ben Harper, Donavon Frankenreiter e Tom Curren ao Brasil, juntos onde você escolher. Esses três ícones da beach music são a aposta da Skol para deixar o verão de uma entre 3 praias pré-selecionadas mais agitado.

O usuário poderá votar entre Búzios, no Rio de Janeiro; Maresias, em São Paulo; e Campeche, em Santa Catarina. A votação poderá ser feita pelo uso de hashtags no Twitter (#todospormaresias, #todosporcampeche e#todosporbuzios), por “curtir” no Facebook e por voto direto no site http://www.skol.com.br/praia

A votação vai até o final do dia 24 de janeiro. O grande show vai acontecer numa dessas praias, no dia 5 de fevereiro.

O projeto ainda conta com a Vila Skol, local para entreter os veranistas pelas praias do Brasil.
Boa hein?

Acreditar num mundo melhor- Coca-Cola-.

Crianças de Nova Iorque cantando WHATEVER do Oasis, enquanto o texto diz para seguirmos acreditando num futuro melhor, é a ação da Coca-Cola.
Excelente!

http://www.youtube.com/watch?v=yo4Kl3_nKd8&feature=player_embedded

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Bem-vindo Guilherme Arantes!

Quando eu tinha 6 anos, em meados de 1994, Guilherme Arantes lançou um CD chamado - CLÁSSICOS- que fez juz ao nome do álbum pois lembro com uma estima enorme desse disco.
Lembro que na sala da nossa casa tínhamos um toca-disco que tocava CD(algo inédito da época). Meu pai havia feito um consórcio do eletrodoméstico, e quando fomos contemplados ele presenteou-nos por tabela com esse CD. Colocávamos em algumas noites a tocar de som ambiente enquanto na cozinha da nossa casa ele e minha mãe preparavam algum prato melhor elaborado.
Consigo lembrar de detalhes que aos outros seriam imperceptíveis. Posso sentir o cheiro da comida, lembro dos porta-panelas de palha que usávamos, das bebidas em cima da mesinha de centro dentre os sofás em couro marrom. Doce lembrança Guilherme Arantes me trás... Me fazia cia enquanto eu arrumava a mesa para minha mãe, acendia o abajour no canto da sala, e colocava um comboio de bonecas sentadas no sofá para que todas elas também participassem daquela refeição.
Uma criança como eu naquela época não tinha muitas opções como hoje de entretenimento, então me criei ouvindo em meio aos meus Cds da Xuxa, ouvia também Guilherme Arantes. As letras desse disco era tão reais junto a melodia calma aos meus ouvidos, que eu poderia descrever a cena de suas poesias cantadas. Gata Angorá em total especial será sempre lembrada com meu pai se deliciando ao ouví-la. Lembro direitinho da expressão que ele fazia quando chegava a música número 12 do disco.
Guilherme Arantes não marcou a minha fase ou aquela idade, mas passou por mim deixando uma marca jamais esquecida. Pois hoje, quando me dei conta que poderia baixá-las e ouvir as músicas da internet, me causaram uma alegria tão forte, uma sensação tão inédita que raramente hoje em dia eu sentiria. É claro que hoje ouvindo todas elas aqui só pude sentir saudade, de tudo, de cada momento vivido em família.
E dá saudades, dá muita saudades dos personagens que eu criava ouvindo as canções, saudades da minha mãe na cozinha, saudades do meu irmão do lado, dos vizinhos da época.
Pode me fazer cia Guilherme Arantes, porque junto à ti tenho lembranças mais puras de uma fase tão saudosa e especial.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Starbucks inovou!



A reestilização da logo da Starbucks, a cafeteria mais famosa dos Estados Unidos, quiçá do mundo também, inovou! Para comemorar os 40 anos de empresa, resolveram modernizar o brasão, segue:



Na imagem podemos ver a mudança. Dá pra reparar que a quantidade de elementos diminuiu, assim como o uso de cores negativas como o preto e o marrom. Seria uma tentativa de deixar a marca com um conceito clean?

FORD- In Your Hands

Bacana o novo comercial da Ford para divulgar o Ford C-Max 2010, um SUV com 7 lugares, bancos flexíveis e um motor turbo ecológico. No comercial o cara monta o carro de uma forma única, os efeitos são realmente impressionantes. O interior do carro também ajuda, parece o console de um avião moderno ou um carro de “luxo”, nada mal para um Ford.

Intitulado como “In Your Hands”, o comercial foi criado pela Ogilvy da Inglaterra, com produção da Stink em parceria com a 1stAveMachine, e direção de Asif Mian.

Bueníssimo!

http://www.youtube.com/watch?v=GofD5q3Hvuo&feature=player_embedded